Pallbearer – Heartless

a0332897407_16Eu me considero sortudo por ter conhecido a Pallbearer logo no lançamento do seu álbum de estreia Sorrow And Extinction, particularmente eu tenho um imenso apego por ele e já na época demonstrava que ali havia uma banda mais do que promissora. As prováveis dúvidas que eu poderia ter em relação à evolução musical do grupo foram dizimadas com o lançamento de Foundations of Burden anos depois, o álbum teve uma hype tremenda e para mim totalmente justificável, tanto que não me surpreendi ao ver ele nas principais listas dos melhores álbuns daquele ano. Agora me deparo com um novo lançamento do grupo e a única expectativa que eu tinha em relação à Heartless, era saber como o grupo se apresentaria após lançar um álbum tão aclamado como o Foundations of Burden.

O motivo de me considerar sortudo por ter conhecido a banda logo no lançamento do debut, é pelo fato da Pallbearer ser uma daquelas bandas que eu tenho o maior prazer em acompanhar, observar cada mudança e aspecto que a ela irá apresentar em cada trabalho, e em Heartless, a banda conseguiu entregar aquele que já se tornou o meu álbum favorito do grupo.

A banda mantém aquela sonoridade que emplaca um Doom Metal melódico, repleto de riffs grandiosos, faixas bem estruturadas, ritmos densos e atmosferas melancólicas. Em Heartless, a banda continua apostando naquilo que a fez ser conhecida e demonstrando um pouco mais das influências vindas do Rock  Progressivo, mas sem partir para os excessos e descaracterizar a essência que o grupo possui. E isso resultou em faixas épicas como “Dancing in Madness”, que traz todas as qualidades conhecidas do grupo além de flertar com seções inspiradas no Rock Progressivo.

Toda aquela série de riffs monstruosos característicos da banda se mantém em alto nível, assim como os ritmos repletos de peso e outras seções cadenciadas que dão um equilíbrio necessário à música feita pelo grupo. A performance vocal no álbum é aquela que mais me agradou entre todos os trabalhos da banda e principalmente em faixas como “Lie of Survival” e “Cruel Road” fica evidente o motivo, eles se sobressaem em cada variação seguida sejam, os mais “berrados” ou a linha tradicional já conhecida pelos fãs. Minha faixa favorita é a “A Plea for Understanding”, repleta de belos arranjos e alguns dos momentos mais marcantes dos vocais em todo o álbum, principalmente nas passagens suaves intercaladas com o ritmo crescente e pesado do refrão. Ela causa uma sensação de imersão similar ao da faixa “Ashes” do Foundations of Burden, mas conta com um instrumental mais detalhado e expansivo.

Entre o peso e as belas melodias que emanam a cada instante em Heartless, há um álbum muito belo e profundo. Mais expansivo que o debut e uma evolução do que foi apresenta em Foundations of Burden, Heartless é indispensável para qualquer fã da banda.

Tracklist:

01 – I Saw the End
02 – Thorns
03 – Lie of Survival
04 – Dancing in Madness
05 – Cruel Road
06 – Heartless
07 – A Plea for Understanding

Anúncios

Uma opinião sobre “Pallbearer – Heartless”

  1. ALBUM REVIEW: Pallbearer – Heartless

    I consider myself lucky to have met Pallbearer already on the release of their debut album Sorrow and Extinction, particularly I have an enormous attachment for the album and at the time it already demonstrated that there was a band more than promising. The probable doubts I could have in relation to the musical evolution of the group were decimated with the release of Foundations of Burden some years later, the album had a tremendous hype and for me totally justifiable, so much that I did not surprise myself to see it in the main lists of the best albums of that year. Now I encounter a new release of the group and the only expectation I had in relation to the Heartless, was to know how the group would perform after releasing an album as acclaimed as the Foundations of Burden was.

    The reason why I consider myself lucky to have met the band on the release of the debut, it’s because Pallbearer is one of those bands that I have the greatest pleasure in accompanying, observing every change and aspect that it will present in each work, and in Heartless, the band has managed to deliver the one who has already become my favorite album of the group.

    The band maintains that sound that plates a melodic doom metal, filled with grandiose riffs, well-structured songs, dense rhythms and melancholic atmospheres. In Heartless, the band continues to wager on what made it known and demonstrating a little more of the influences coming from progressive rock, but without leaving for the excesses and discharacterizing the essence that the group possesses. And this resulted in epic tracks such as “Dancing in Madness”, which brings all the well-known qualities of the group beyond flirting with sections inspired by progressive rock.

    The whole series of monstrous riffs of the band remains at high level, as well as the weight-packed rhythms and other slower sections that give a necessary balance to the music made by the group. The vocal performance on the album is the one that most pleased me among all the work of the band and mainly on tracks as “Lie of Survival” and “Cruel Road” is evident the reason, they stand out in each variation followed by the most “shouted” or the traditional line already known by the fans. My favourite track is “A Plea for Understanding”, filled with beautiful arrangements and some of the most striking moments of vocals throughout the album, mainly in the gentle passages interspersed with the rising and heavy rhythm of the chorus. It causes an immersion sensation similar to “Ashes” track from the Foundations of Burden album, but counts with a more detailed and expansive instrumental.

    Between the heavier and the beautiful melodies that emanate at every instant in Heartless, there is a very beautiful and profound album. More expansive than the debut and an evolution of what has been featured in Foundations of Burden, Heartless is indispensable for any fan of the band.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s