Fell Ruin – To the Concrete Drifts 

Facebook / Bandcamp 

I, Voidhanger Records (CD)

Graven Earth Records  (Cassete)

Algumas bandas são notórias pela habilidade em combinar diferentes sonoridades com o intuito de criar uma música que represente fielmente suas ideias musicais e possua um tom mais autêntico ou pessoal. A Fell Ruin pode ainda não ter atingido tal notoriedade, mas desde o lançamento de seu primeiro em EP no ano de 2015, é possível perceber que a banda tenta criar algo mais abrangente. To the Concrete Drifts é o álbum de estreia do quarteto da cidade de Michigan e foi lançado no dia 17 deste mês pela I, Voidhanger Records e Graven Earth Records.

O Blackened Doom feito pela Fell Ruin é coerente com a expectativa que você poderia criar com essa combinação de estilos, reunindo elementos notáveis e característicos de ambos de uma forma organizada. Além disso, a banda teve a ótima ideia de inserir passagens e interlúdios acústicos que ajudam a reforçar o tom melancólico de sua música, assim como criar variações e contrastes interessantes e que permitem uma quebra no caos sonoro devastador feito pela banda, algo que já é demonstrado logo na faixa de abertura ” Respire”, que é exclusivamente acústica. As demais quatro faixas presentes no álbum são simplestemente pesadas e doentias, com a banda entregando composições bem executadas e marcadas pelas progressões. Meua destaques vão para as faixas “The Lucid Shell (Rite of Fertile Sand Coasts), que incorpora bem as características de ambos os estilos e com passagens acústicas singulares, e a insana “…and Choke on Nocturnal Breath”, com seus riffs alucinantes e ritmo brutal.

Uma estreia mais do que satisfatória, To the Concrete Drifts é um álbum pesado, melancólico e obscuro que consegue se sair além das expectativas e possuir algumas características que o transformam em algo mais imersivo e menos óbvio, combinando sonoridades que vão assombrar sua mente.

Tracklist :

  1. Respire
  2. The Lucid Shell ( Rite of Fertile Sand Coasts )
  3. Spy Fiction Folds in Ready Streets
  4. To Wither the Golden Rose in Bloom
  5. … and Choke on Nocturnal Breath
Anúncios

Um comentário em “Fell Ruin – To the Concrete Drifts 

Adicione o seu

  1. Some bands are notorious for their ability to combine different styles in order to create music that faithfully represent their ideas and have a more authentic or personal tone. Fell Ruin may not have attained such notoriety but since the release of its fist EP in 2015, it is possible to realize that the band tries to create something more comprehensive. To the Concrete Drifts is the debut album of the Michigan’s quartet and released on 17th of this month by I, Voidhanger Records and Graven Earth Records.

    The Blackened Doom made by Fell Ruin is consistent with the expectation that you could create with this combination of styles, combining remarkable and characteristic elements of both in an organized fashion. In addition, the band had the great idea to insert acoustic passages and interludes that help strengthen the melancholic tone of its music, as well as create an interesting contrast and variations that allow a break in the sonic chaos made by the band, something which is already shown on opening track “Respire”, which is exclusively acoustic. The remaining four tracks present on the album are simply heavy and sick, with the band delivering organized compositions and marked by progressions. My highlights go to the tracks “The Lucid Shell (Rite of Fertile Sand Coasts), which incorporates the features of both styles and with acoustic passages, and the insane ” … and Choke on Nocturnal Breath “, with its mind-blowing riffs and brutal pace.

    A more than satisfactory debut, To the Concrete Drifts is a heavy, gloomy and dark album that manages to get out beyond expectations and has some features that turn into something more immersive and less obvious, combining sonorities that haunt your mind.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: