Weltesser – Crestfallen (2017)

a3009139733_16

Facebook / Bandcamp
Prosthetic Records

Representando a parte mais suja e caótica do underground da Flórida, a Weltesser é um power trio inspirado por bandas como Dystopia, His Hero is Gone, and Laudanum e que lançou recentemente seu debut álbum intitulado Crestfallen. Após o lançamento de uma demo muito bem recebida no ano de 2015, a banda retorna demonstrando que a qualidade encontrada na demo não era mero acaso, Crestfallen é uma trilha apocalíptica dividida em seis faixas.

Caso você não tenha acompanhado a demo da banda e Crestfallen seja seu primeiro contato com a música feita pelo trio, espere uma sonoridade densa, pesada e que se enquadraria muito bem naquilo feito por bandas mais clássicas do estilo, Pesado o suficiente para fazer seus ouvidos sangrarem e doentio à ponto de você perder o restante de sanidade que sua mente possui, Crestfallen é uma manifestação crua, direta e sombria do que há de melhor vindo do Sludge / Doom.

Entre riffs pesados e dissonantes, linhas de baixos distorcidas, performance esmagadora na bateria e os vocais cavernosos repletos de ódio e insanidade, a música da Weltesser se revela uma força imparável e destruidora. Sejam nas ótimas “Regret” ou “Guide”, ou na curta mas de efeito imediato “Terminal”, a Weltesser revitaliza sua abordagem e apresenta uma dinâmica na qual a atmosfera sombria existente em sua música seja algo sempre presente e notável. As regravações de “Living to Try” e “Rats”, duas faixas presentes na demo de 2015, são absolutamente impressionantes. Finalizando o álbum temos a massiva faixa título, trazendo ainda mais doses de caos e insanidade ao longo de seus oito minutos de duração, ela trata de encerrar o trabalho em alto nível e demonstrar que a Weltesser não está disposta a poupar nossos ouvidos com sua sonoridade brutal e intensa.

Crestfallen é um dos lançamentos de destaque do início do ano e certamente é uma recomendação mais do que certeira para os fãs de Sludge / Doom. Ótimo trabalho de estréia da Weltesser e que ao menos para mim, correspondeu a todos expectativas que criei em relação ao álbum. Que venha mais em breve!

Tracklist:
01 – Regret
02 – Guide
03 – Living To Try
04 – Terminal
05 – Rats
06 – Crestfallen

Weltesser:
I. Hronek – Baixo
M. Amador – Bateria
N. Perterson – Guitarra, Vocal

Anúncios

Uma opinião sobre “Weltesser – Crestfallen (2017)”

  1. Representing the dirtiest and chaotic part of Florida’s underground, Weltesser is a power trio inspired by bands like Dystopia, His Hero is Gone, and Laudanum and they recently released their debut album entitled Crestfallen. Following the release of a well-received demo in the year 2015, the band returns showing that the quality found in the demo was not mere chance, Crestfallen is an apocalyptic soundtrack divided into six tracks.

    If you have not been following the band’s demo and Crestfallen is your first contact with the trio’s music, expect a dense, heavy sound that fits nicely into what is done by more classic bands of the genre, Heavy enough to make your ears bleeding and sickly to the point where you lose the remaining sanity that your mind possesses, Crestfallen is a raw, direct, and somber manifestation of the best of the Sludge / Doom.

    Between heavy and dissonant riffs, distorted bass lines, crushing drum performance and cavernous vocals filled with hatred and insanity, Weltesser’s music proves to be an unstoppable and destructive force. Whether in the great “Regret” or “Guide”, or in the short but immediate effect “Terminal”, Weltesser revitalizes his approach and presents a dynamic in which the somber atmosphere in his music is always present and remarkable. The re-recordings of “Living to Try” and “Rats,” two tracks from the demo, are absolutely stunning. Finishing the album we have the massive title track, bringing even more doses of chaos and insanity over its eight minutes of duration, it tries to end the work at a high level and demonstrate that Weltesser is not willing to spare our ears with their brutal and intense music.

    Crestfallen is one of the featured releases of the beginning of the year and certainly is a more than accurate recommendation for fans of Sludge / Doom. Great debut work and that at least for me, it matched all the expectations I had with the album.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s