Endless Floods – II (2017)

Padrão

a2939005133_16

Facebook / Bandcamp
Dry Cough Records (vinyl) / Fvtvrecordings (vinyl) / Breathe Plastic Records (cassette)

Não é de hoje que a cena francesa tem me presenteado com ótimos álbuns vindos de bandas dos mais diversos estilos, mas recentemente o número tem aumentado e a qualidade se mantém acima da média da maioria dos lançamentos que ocorrem. Com a banda Endless Floods não foi diferente, após ter lançado seu debut e um Split no ano de 2016, a banda retorna com seu segundo full lenght e mais uma vez apresentando um Sludge / Drone / Doom dentro do que há de mais cru e visceral no estilo.

Eu não esperaria menos de uma banda que possui em sua formação Stéphane e Benjamin, dois membros da incrível Monarch, banda conterrânea da Endless Floods e que possui uma das sonoridades mais incríveis do estilo. Acompanhando Stéphane e Benjamin, completa a formação da Endless Floods o guitarrista Simon.

II possui apenas 3 faixas e uma duração total de 45 minutos. “Impasse” abre o álbum, trazendo toda aquela moldagem característica do Drone, com timbres graves e estrondosos soando com uma série de trovões. Há mais na música da Endless Floods do que poderia ser exemplificado em descrições, no meio de todo o instrumental pesado que é constantemente o plano principal da abordagem da banda, há uma série de passagens mais sutis, mas que carregam tons melancólicos e angustiantes impossíveis de não serem notados. “Passage” é a próxima e funciona como um ponto de união entre a primeira e a terceira faixa, um breve interlúdio acústico carregado por uma serenidade e calmaria que até então não existia no álbum. “Procession” mantém o tom de angústia existente no álbum, carregada por uma série de vocais insanos na sua primeira parte que reflectem a toda carga emocional existente por trás da música da Endless Floods. Arranjos minimalistas seguem sendo inseridos ao longo da faixa e reforçam a atmosfera carregada e densa presente no álbum. A faixa se encerra de uma forma intensa e pesada, repleta de distorções e uma abordagem mais noise que criam uma verdadeira devastação sonora nos últimos suspiros do álbum.

II é um álbum que apresenta todas as características mais viscerais e tradicionais dessa combinação entre Sludge / Drone  / Doom, além de reforçar a qualidade que a Endless Floods demonstrou neste curto e produtivo período. Eu realmente espero que a banda possa manter essa frequência de lançamentos e seguir criando esse tipo de música monolítica, angustiante e pesada.

Tracklist:
01 – Impasse (24:13)
02 – Passage (02:03)
03 – Procession (19:30)

Endless Floods:
Stéphane:Miollan – Baixo, Vocal
Benjamin Sablon – Bateria
Simon Bedy – Guitarra

Anúncios

Um comentário sobre “Endless Floods – II (2017)

  1. It’s not today that the French scene has presented me with great albums coming from bands of the most diverse styles, but recently the number has increased and the quality stays above the average of most of the releases that occur. With the band Endless Floods it was no different, after releasing their debut and a Split in the last year, the band returns with its second full lenght and once again presenting a Sludge / Drone / Doom within the most raw and visceral on style.

    I would expect nothing less from a band that has in its formation Stéphane and Benjamin, two members of the incredible Monarch, that has one of the most incredible sonorities of the style. Accompanying Stéphane and Benjamin, completes the formation of Endless Floods the guitarist Simon.

    II has only 3 tracks and a total duration of 45 minutes. “Impasse” opens the album, bringing all that molding characteristic of the Drone, with loud and thundering sounds sounding with a series of thunders. There is more in the music of Endless Floods than could be exemplified in descriptions, amidst all the heavy instrumental which is constantly the main plan of the band approach, there are a number of more subtle passages, but which carry melancholy and harrowing tones impossible to not be noticed. “Passage” is the next and acts as a point of union between the first and third tracks, a brief acoustic interlude carried by a serenity and calm that had not existed in the album earlier. “Procession” maintains the anguished tone on the album, carried by a series of insane vocals in its first part that reflect the emotional load behind the Endless Floods’ music. Minimalist arrangements continue to be inserted along the track and reinforce the charged and dense atmosphere present in the album. The track closes in an intense and heavy instrumental, distorted and with a noise approach that create a real devastation sound in the last sighs of the album.

    II is an album that features all the most visceral and traditional features of this combination of Sludge / Drone / Doom, and enhances the quality that Endless Floods has demonstrated in this short and productive period. I really hope that the band can keep up with this release frequency and continue to create this kind of monolithic, harrowing and heavy music.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s