Feller Buncher – 203040

Padrão

Facebook / Bandcamp 
França

2016 marca o início das atividades da Feller Buncher assim como sua integração dentro do ótimo cenário da música pesada francesa. Esse trio de Paris lançou em Julho seu primeiro EP intitulado 203040, carregando uma sonoridade agressiva e muito interessante, fico com a sensação de que futuramente teremos ótimas coisas realizadas pela banda. O EP é composto por cinco faixas e tem pouco mais de 19 minutos de duração. Curto porém objetivo, desde a primeira faixa a banda deixa claro sua proposta e desencadeia uma série de ritmos que não permitirão que você fique parado enquanto escuta 203040.

A sonoridade da banda possui características vindas de nomes como  Mastodon (nos primeiros trabalhos), Fudge Tunnel e Orange Goblin. A combinação entre Sludge, Stoner Metal e Heavy Metal é feita de maneira organizada, você observa um pouco de cada uma dessas vertentes ao longo das faixas de uma forma bem encaixada, sem nada soar disperso ou fora de contexto.

A abertura do EP ocorre com a faixa “Le Chifre”, ela possui um instrumental mais técnico e com um ritmo controlado. Apesar disso, a Feller Buncher já demonstra passagens mais pesadas e com uma intensidade notável, com um destaque inicial para abordagem vocal de Atoine que é muito marcante e poderosa. Em “Last One” a banda começa a se soltar mais e desde os primeiros instantes apresenta uma sonoridade potente e direta. As mudanças de ritmo são bem realizadas e sempre introduzem uma performance de alto nível de cada membro do trio.

“After You” possui um ritmo frenético e que vai elevar sua adrenalina ao máximo, nessa faixa a sonoridade soa como uma versão mais furiosa e pesada da Red Fang. A bateria apresenta um desempenho formidável, as linhas de baixo são vibrantes e os riffs trazem todo peso necessário para fazer você bater cabeça enquanto aprecia a faixa. Em “Minotaur” a banda mostra uma certa influência vinda do Progressivo em alguns instantes da faixa e um groove bem agradável, mas apesar disso, a faixa segue distribuindo uma série de pancadas pesadas e um ritmo alucinante. “Doppelganger” vem para encerrar o EP em grande forma, novamente a Feller Buncher se demonstra capaz de criar um instrumental agressivo, pesado, mas que à parte disso, traz composições bem elaboradas e que progridem de uma forma bem natural.

A Feller Buncher usa um repertório mais amplo de sonoridades, o que a permite fazer uma série de mudanças de abordagem dentro de uma mesma faixa mas de uma forma organizada. Acredito que a banda será uma daquelas que a cada material lançado trará um diferencial ou novidade em sua sonoridade e mesmo que optem em seguir aquilo que foi apresentado em 203040, é algo que eu definitivamente escutarei.

Tracklist:
01 – Les Chiffre
02 – Last One
03 – After You
04 – Minotaur
05 – Doppelganger

A big thanks to Atoine for the stuff!

Anúncios

Um comentário sobre “Feller Buncher – 203040

  1. 2016 marks the beginning of Feller Buncher’s activities as well as its integration into the great scene of French heavy music. This trio from Paris released their first EP titled 203040 in July, carrying an aggressive and very interesting sound, I get the feeling that in the future we will have great things done by the band. The EP consists of five tracks and is just over 19 minutes long. Short but objective, since the first track the band makes clear their proposal and triggers a series of rhythms that did not allow you to stand still while listening 203040.

    The sound made by the band has characteristics coming from names such as Mastodon (in the early works), Fudge Tunnel and Orange Goblin. The combination of Sludge, Stoner Metal and Heavy Metal is done in an organized way, you observe a little of each of these genres along the tracks in a well-fitting way, without sounding scattered or out of context.

    The opening of the EP occurs with the track “Le Chifre”, it has a more technical instruments and a controlled rhythm. Despite this, Feller Buncher already demonstrates heavier passages with a remarkable intensity, with an initial highlight for Atoine’s vocal approach that is very striking and powerful. In “Last One” the band starts to release more and from the first moments presents a powerful and direct sonority. The rhythm changes are well done and always introduce a high level performance of each member of the trio.

    “After You” has a frenetic pace that will raise your adrenaline to the fullest, this track sounds like a more furious and heavy version of Red Fang. The drums performs terrifically, the bass lines are vibrant, and the riffs bring all the heaviness you need to make you headbanging while you enjoy the track. In “Minotaur” the band shows a certain influence coming from the Progressive in some instants of the track and a very nice groove, but nevertheless, the track continues distributing a series of heavy strokes and a hallucinating rhythm. “Doppelganger” comes to close the EP in great form, Feller Buncher again proves to be capable of creating an aggressive heavy instrumental, but apart from that, it brings well-crafted compositions that progress in a very natural way.

    Feller Buncher uses a wider repertoire of sonorities, which allows it to make a series of changes of approach within the same track but in an organized way. I believe that the band will be one of those that in every material released will bring a differential or novelty in their sonority and even if they choose to follow what was presented in 203040, is something that I will definitely listen.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s