Zaum – Eidolon

Padrão

 Drone / Doom Metal
Canadá
Facebook / Bandcamp 
I Hate Records 

De volta a 2014, o ano marcou a estréia da banda canadense Zaum com o ótimo álbum Oracles. A sonoridade feita pela banda seguia um padrão que fugia completamente do que é mais rotineiro no estilo, isso foi algo que despertou o interesse de diversas pessoas na época, inclusive o meu. A sonoridade possuía todo um clima Middle Eastern distribuído ao longo de 4 faixas que eram verdadeiros mantras. Além da qualidade encontrada nas composições, a música feita pelo Zaum possuía uma energia contagiante e aspectos que faziam nossa mente vagar a todo instante. Agora, a banda retorna com seu segundo trabalho intitulado Eidolon, lançado no dia 24 de Outubro pela I Hate Records.

A sonoridade em Eidolon não segue a intensidade do Oracles, a banda optou por conduzir sua sonoridade uma forma onde o ritmo não é a prioridade, mas sim as sensações e perspectivas que a música vai proporcionar ao ouvinte. E isso é algo que a banda sabe fazer com grande clareza, mesmo que Eidolon não seja tão fácil de assimilar, ele é algo para se contemplar dentro do caráter mantrico / ritualístico que a banda criou, isso condiz bem com a arte do álbum e sem dúvida é um ponto positivo. Outro detalhe interessante em Eidolon é o fato da sonoridade possuir um aspecto mais próximo do Drone / Doom, a essência do Zaum se mantém viva no álbum, mas dessa vez desfrutando de uma evolução em sua abordagem.

“Influence of the Magi” hipnotiza com a sensação ambiente criada durante os 4 minutos iniciais, antes que o instrumental seja introduzido. Os vocais estão espalhados ao longo da faixa e seguem diferentes orientações, sejam em um tom distorcido ou em cânticos poderosos, continuam como um elemento vívido e responsável por boa partes das sensações criadas pela música do Zaum. Existe um mix interessante entre passagens mais atmosféricas, minimalistas e pesadas ao longo da faixa, conduzindo o ouvinte ao ponto culminante  por volta dos 14:30 onde uma sonoridade mais agressiva numa abordagem mais próxima do Sludge / Doom crie uma quebra no ritmo apresentado.

“The Enlightenment” se inicia com uma atmosfera tranquila que desfruta do uso de vários instrumentos e sons para criar o plano de fundo apresentado. Assim como em “Influence of the Magi”, a banda cria uma sensação de densidade impressionante, mas nessa faixa o instrumental é mais presente. Os diversos detalhes que encontramos ao longo da faixa enriquecem a música da banda e a torna mais vívida. Na metade final da faixa o instrumental ganha mais intensidade dentro de uma abordagem Heavy / Doom / Drone, onde o tom de voz do Kyle nos lembra em alguns instantes algo vindo do Al Cisneros.

Esse é um tipo de álbum que requer nossa atenção e entrega dentro do universo criado pela banda, seguir o fluxo que nos é apresentado sem tentar adivinhar o que vem a seguir. É uma experiência musical bem interessante e me surpreende muito como a Zaum é capaz de conduzir faixas mais longas e nos manter fixados aos diversos detalhes existentes em sua música.

(translation in the comments)

Anúncios

Um comentário sobre “Zaum – Eidolon

  1. Back in 2014, the year marked the debut of the canadian band Zaum with the great Oracles. The sound made by the band followed a pattern that completely escaped from what is more common in style, this was something that aroused the interest of many people at the time, including my own. The sound contained a whole Middle Eastern climate distributed over 4 tracks that were true mantras. In addition to the quality found in the compositions, the music made by Zaum had a contagious energy and aspects that made our mind wander at all times. Now the band returns with his second album entitled Eidolon, launched on October 24th by I Hate Records.

    The sound in Eidolon does not follow the intensity of Oracles, the band chose to drive their sound in a way where the pace is not the priority, but the feelings and perspectives that the music will provide to the listener. And this is something that the band can do with great clarity, even if Eidolon is not as easy to assimilate, it’s something to behold in the mantric / ritualistic that the band created, it matches well with album art and without any doubt it’s certainly a positive point. Another interesting detail in Eidolon is that the sound has a closer look of Drone / Doom, the essence of Zaum remains alive in the album, but this time enjoying an evolution in its approach.

    “Influence of the Magi” hypnotizes with ambient sensation created during the initial 4 minutes before the instrumental is introduced. The vocals are scattered along the track and follow different orientations, in a distorted tone or powerful chants, remains as a vivid element and responsible for a good part of the sensations created by Zaum’s music. There is an interesting mix of more atmospheric passages, minimalistic approach and heavy instrumental along the track, leading the listener to peak at around 14:30 where a more aggressive approach with a closer approach to the Sludge / Doom create a break in the rhythm presented.

    “The Enlightenment” begins with a quiet atmosphere to enjoy the use of various instruments and sounds to create the background displayed. As in “Influence of the Magi”, the band creates a impressive sense of density, but in this track the instrumental is more constant. The various details that we find along the track enrich the band’s music and makes it more vivid. In the final half of the track, the instrumental gains more intensity within a Heavy / Doom / Drone approach where Kyle’s voice reminds us in a while something from the Al Cisneros.

    This is a type of album that requires our attention and delivery within the universe created by the band, follow the flow presented to us without trying to guess what comes next. It’s a very interesting musical experience and surprises me a lot like Zaum are able to drive longer tracks and keep us attached to the various existing details in its music.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s