Sergio Ch. – Aurora

sergio-chotsourian-live-1024x685

Experimental / Drone / Folk
Argentina
Facebook / Bandcamp / Blog
South American Sludge Records

Falar sobre Sergio Chotsourian e não ressaltar seu legado para a música sul americana é algo impossível, desde seu trabalho altamente respeitado e reconhecido com o grandioso Los Natas, até suas empreitadas com Soldati, Ararat e solo, fica mais evidente a cada novo trabalho que leva sua assinatura que Sergio é uma mente incansável que não para de elaborar novas visões de como criar sua música e capaz de se revigorar ao longo dos anos. Em 2016 ele já presenteou seu fãs com um trabalho cru, direto e pesado em seu Soldati, trazendo uma abordagem dentro do Sludge, Stoner e Doom para saciar os fãs mais antigos de seu trabalho, além de se apresentar para um novo público. Em Aurora, seu novo trabalho, Sergio segue os caminhos traçados no álbum anterior 1974 e entrega aos ouvintes uma sonoridade que flerta diretamente com nossas mentes e sentimentos.

Aurora traz composições extensas e que possuem um ritmo cadenciado, daquele tipo de música em que o ouvinte é totalmente envolvido e jogado dentro do universo pessoal e sensações que transitam pela mente de Sergio. O álbum em alguns momentos apresenta um tom mais minimalista, mas é evidente como cada detalhe inserido dentro das faixas está diretamente ligado ao fortalecimento de um conceito mais abrangente e elaborado, transformando Aurora em uma jornada dentro da mente do ouvinte que é ditada pelo apelo sensorial contido em cada aspecto de sua música. É preciso se entregar à esse som, permitir que ele te envolva e te guie ao longo das 6 faixas que formam o álbum, sem destino aparente e com o intuito principal de criar uma forte e sincera ligação entre artista e ouvinte.

Em Aurora você encontrará uma abordagem vocal mais sútil, leve e etérea de Sergio, acompanhado por uma levada drone da guitarra, belas melodias que vão surgindo a cada instante e que enriquecem essa jornada. A abordagem mais dentro do Folk também está presente no álbum, como na faixa “El Laud”, um momento mais easy listening e de tom mais familiar para o ouvinte. Momentos mais melancólicos, sombrios e de atmosfera densa como nas faixas “La Heroina” e “El Llano”, criam um constraste dentro do álbum com os diversos momentos mais calmos e serenos. Mas o maior destaque para mim, é a faixa que dá nome ao trabalho. Aurora é dividida em duas partes no álbum e traz uma sonoridade que segue uma progressão marcante, conduzindo o ouvinte pelos mais diversos aspectos sensorias e questionamentos, de uma forma mais introspectiva mas que se mostra bem eficiente.

Tracklist:
01 – Aurora
02 – El Herrero
03 – La Heroina
04 – Aurora II
05 – El Laud
06 – El Llano

Anúncios

Uma opinião sobre “Sergio Ch. – Aurora”

  1. Talk about Sergio Chotsourian and not mentioning his legacy for South American music is impossible, since its highly respected and recognized work with the great Los Natas, to their works with Soldati, Ararat and solo carrer becomes more evident with each new job that takes your signature that Sergio is a restless mind that continues to develop new visions of how to create your music and able to reinvigorate over the years. In 2016 he already presented his fans with a raw direct and heavy work on your Soldati, bringing an approach within the Sludge, Stoner and Doom to satiate the older fans of his work, and to present to a new audience. In Aurora, his new job, Sergio follows the path outlined in the previous album 1974 and delivering to listeners a sound that flirts directly with our minds and feelings.

    Aurora brings extensive compositions and having a measured pace, the kind of music that the listener is totally involved and thrown into the personal universe and sensations that pass through the mind of Sergio. The album at times presents a more minimalist tone, but it is clear how each inserted detail within the tracks is directly linked to the strengthening of a more comprehensive and elaborate concept, transforming Aurora on a journey into the listener’s mind that is dictated by the sensory appeal contained in every aspect of his music. You have to surrender to the sound, allowing it involves you and guide you along the six tracks that make up the album, with no apparent destination and the main aim of creating a strong and sincere bond between artist and listener.

    In Aurora you will find a vocal approach more subtle, light and ethereal from Sergio, accompanied by a drone footprint, beautiful melodies that emerge at every moment and that enrich the journey. The approach more in the Folk music is also present on the album, as the track “El Laud,” a moment more easy listening and more familiar tone to the listener. Times more melancholic, darker and with a dense atmosphere as the tracks “La Heroin” and “El Llano”, creating a contrast within the album’s more calm serene moments. But the highlight for me is the track that gives name to the work. Aurora is divided into two parts on the album and brings a sound that follows a marked progression, leading the listener by several aspects sensory and questions, more introspective but it shows quite efficiently.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s