Black Tomb – Black Tomb

Black Tomb – Black Tomb

Sludge / Stoner / Doom
Estados Unidos / United States
Facebook / Bandcamp / Spotify

Entre os diversos materiais que chegam até nós na página, esse release da banda americana Black Tomb foi uma grande e agradável surpresa. Eu sempre digo como sou fascinado por bandas que mesclam Sludge e Doom, é um dos tipos de som que mais escuto diariamente. Para aqueles que também gostam dessa vertente ou simplesmente querem escutar algo pesado, caótico e insano, o recém lançado debut do Black Tomb é um recomendação indispensável.

O álbum auto intitulado traz  8 faixas bem tocadas, com uma atmosfera densa e sombria presente a cada instante do release. Uma série de riffs pesados, arrastados, algumas vezes bem fuzzy, linhas de baixo marcantes, uma bateria impactante e precisa, além do vocal furioso e agressivo, são os elementos no som da Black Tomb que caracterizam muito bem a proposta da banda. A sonoridade vai agradar fãs de Cough, Dopethrone e da fase “We Live” do Electric Wizard.

Faixas como a abertura “Under the Pine” e “Eyes at Mindnight” trazem toda intensidade, peso e passagens groovy de um som altamente sujo e direto, a banda não deixa o ritmo insano cair em nenhum momento. Nas faixas com sonoridade mais arrastada como “Draped in Flesh” e “Church on the Hill”, a banda mostra um repertório mais vasto e apresenta composições mais elaboradas e que apresentam ótimas progressões e evoluções, sempre carregada de ótimos e pesados riffs, alguns em um tom mais psicodélico satisfatoriamente dosados em um fuzz sombrio, o vocal incessante segue entoando em um tom de horror e agonia contínuo, enquanto o restante do instrumental se mantém firme e sólido.

Muita atenção para a Black Tomb e o que a banda pode apresentar futuramente, o trabalho auto intitulado é de muita qualidade e não me surpreenderia se ele figurasse nas listas dos melhores lançamentos do ano pelos principais meios especializados na cobertura desse tipo de som. Corra logo ao bandcamp ou spotify da banda e confira urgentemente um dos releases mais sujos e sombrios do ano.

=====

Among the various materials that come to us on the page, this release of the american band  Black Tomb was a great and pleasant surprise. I always say how I’m fascinated by bands that mix Sludge and Doom is one of the styles that I most listen daily. For those who also like this shed or simply want to listen to something heavy, chaotic and insane, the recently released debut  of Black Tomb is an essential recommendation.

The self-titled album features 8 well-played tracks, with a dense and dark atmosphere present in every moment of the release. A series of heavy riffs, dragged, sometimes quite fuzzy, striking bass lines, an impressive battery, beyond the angry and aggressive vocals, are the elements in the sound of Black Tomb featuring well the proposal of the band. The sound will please fans of Cough, Dopethrone and “We Live” of Electric Wizard phase.

Tracks like the opening “Under the Pine” and “Eyes at Mindnight” bring all intensity, weight and groovy passages from a highly dirty and direct sound, the band does not let the insane pace fall in no time. On tracks with more slurred sound as “Draped in Flesh” and “Church on the Hill,” the band shows a wider repertoire and features more elaborate compositions and which have great progressions and evolutions, always full of great and heavy riffs, some in a more psychedelic tone satisfactorily measured in a dark fuzz, the incessant vocal following chanting in a horror tone and continuous agony, while the rest of the instruments remains firm and solid.

Close attention to the Black Tomb and what the band can present in future work, the titled album is a lot of quality work and it would not surprise me if it figured in the lists of the best releases of the year by leading specialized media in the coverage of this type of sound. Run right to band’s bandcamp or spotify and check urgently one of the dirtiest and darkest releases of the year.

Tracklist:
01 – Under the Pine
02 – Eyes at Midnight
03 – Swine
04 – Mortuary Rites
05 – Draped in Flesh
06 – Lust and Saturn
07 – Turning Worm
08 – Church on the Hill

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: