Hellhookah – Endless Serpents

Padrão

 

Stoner / Doom

Lituânia

Facebook / Bandcamp

NoSlip Records (Big Cartel / Facebook)

Um rota não tão comum de bandas é a Lituânia, talvez por falta de uma divulgação mais ampla não chegue ao nosso conhecimento o que rola por lá na cena. O duo Hellhookah lançou seu debut Endless Serpents em Outubro de 2015, tocando um Stoner / Doom pesado e monolítico. Em 2016 a banda entrou para o cast da NoSlip Records e através do contato da gravadora com a page, recebemos a recomendação do material da banda.

Apesar de estar começando a trilhar o seu caminho no meio, a banda formada por Arnas (guitarra, baixo, vocal) e Gintaré (bateria), mostra maturidade e competência ao longo do empolgante Endless Serpents, álbum que desde a artwork sensacional já ganha nossa atenção e desperta nossa curiosidade. A sonoridade da banda traz aqueles riffs pesados sob medida, com um clima bem denso e direto. O vocal utiliza um tom que se apresenta efetivo e consistente em meio ao som pesado e arrastado da banda. Faixas como a abertura A Storm in the Hidden World e a faixa título, já prendem o ouvinte na agonia e fúria eminente transmitidas pelo som do Hellhookah.

A banda adotou um padrão para trabalhar sua sonoridade e não fugiu dele ao decorrer do álbum, o que faz com que o release seja sólido e fiel às convicções da banda. Uma percussão carregada e pesada vinda da bateria se espalha ao longo das faixas, se mostrando eficaz principalmente nas partes apenas instrumentais. Um estoque de riffs pesados e bem destacados se faz presente no trabalho da banda, resgatando a essência de bandas como Cathedral e Saint Vitus. Falando no Vitus, a faixa que encerra o álbum é um cover da clássica Born Too Late, na qual a banda conseguiu manter a vibe original da faixa além de dar sua cara ao cover.

Hellhookah é uma das bandas que surgem fora das rotas mais convencionais do estilo e que geralmente podem passar despercebidas por uma parte do público, mas certamente é um release que merece ser conferido e passado adiante. Peso, um tom sombrio, instrumental bem tocado e uma série de riffs grandiosos, Hellhookah tem tudo isso à oferecer.

========

A not so common route of the bands is the Lithuanian, maybe for not having an intense divulgation or many bands “popular” over the public it didn’t come to us in a more accessible way. The two piece Hellhookah released a debut album on October of 2015, playing a heavy and monilithic stoner / doom. In 2016 the band has become a member from the No Slip Records’ cast and through the label’s contact with the page we received the album’s recommendation.

Besides the fact of the band is starting its path, the duo formed by Arnas (guitar, bass, vocals) and Gintaré (drums), shows maturity and competence in the breathtaking “Endless Serpents”, album which since the artwork wins our attention and awakes our interest. The sound is based in heavy riffs with a dense and straight clime. The vocal brings an effective and consistent tone along the entrainedand heavy instrumental. Tracks like the opener “A Storm in the Hidden World” and the title track, holds the listeners attention to the agony and eminent fury living in the dark atmosphere build up by Hellhookah.

The band follows a standard to work its sound over the album what makes that the album still solid and loyal to the choosen convictions. A heavy and loaded percussion is spreaded over the tracks by the drums, showing efficiency essentialy in the only instrumental parts. A heavy and remarkable stock of riffs  is present on the album rescuing the essence of bands like Cathedral and Saint Vitus. Talking about Vitus, the band covered the classic track “Born too Late” and the result keeps the classic vibe besides the band puts its own characteristics in it.

Hellhookah is one of the bands who arise off the not so conventional routes of the style and usually could pass by the listeners without the deserved attention, but it’s something that totally worth listen and recommended. Heavy, dark, well played instrumental and a serie of remarkable riffs, Hellhookah got it all.

Tracklist:

01 – A Storn in the Hidden World

02 – Endless Serpents

03 – The Way

04 – No Breaks

05 – The Overman’s Eye

06 – Free Fall (Instrumental)

07 – Born Too Late

Ouça o álbum no Bandcamp.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s