Iron Witch – A Harrowed Dawn

 

Gênero: Sludge / Doom

País: Inglaterra

Facebook / Bandcamp 

 

Para aqueles que ainda não ouviram algo da Iron Witch, ela é uma banda inglesa vinda da cidade de Liverpool, formada no ano de 2010. Desde então, lançou uma série de demos, splits e EP’s até finalmente no dia 22 de Julho lançar seu álbum debut, intitulado A Harrowed Dawn.

Eu imaginei que a banda seguiria os passos do seus trabalhos anteriores, com aquele sludge / doom, visceral, áspero, direto, que seguia uma linha similar aos trabalhos feitos pelo Eyehategod. Mas não é isso que se encontra em A Harrowed Dawn. A banda segue por um caminho que permitiu uma evolução e moldagem da sua sonoridade, trazendo um som potente e com muita identidade.

A primeira mudança que se pode notar, é que o som possui uma atmosfera mais densa e sombria, as faixas estão mais trabalhadas e desenvolvidas. Isso fica evidente na faixa de abertura “Beauty and Rot”, riffs pesados, baixo num timbre estrondoso e uma bateria carregada, tudo isso sendo conduzido pelos gritos agonizantes e insanos do vocalista, um dos pontos de destaque no álbum. A sonoridade se mantém numa pegada arrastada e monolítica por muitos momentos e o peso é constante. Ainda há momentos mais psicodélicos, como na “Machinery of Violence”, onde um ótimo solo de guitarra entoa em parte da música, antes que novamente o instrumental absurdamente pesado venha de encontro ao ouvinte. A minha faixa favorita em A Harrowed Dawn é a “Solitude and Decay”, um petardo de quase 13 minutos, onde o peso e os clima de fúria e melancolia se combinam muito bem. A evolução da faixa é impressionante, a banda não deixa o nível cair e se mantém sempre fiel às suas características. São diversos riffs impressionantes, acompanhados por um baixo desconcertante, uma bateria sólida e precisa, além do ótimo vocal mostrando uma variação agradável  e fazendo um contraste fiel às letras.

A Harrowed Dawn mostra o trabalho da Iron Witch evoluindo para outro nível, diferente do que a banda mostrava. Fico satisfeito pela banda conseguir em seu debut fazer um trabalho sólido e marcante, além de deixar a banda preparada para seguir trabalhando suas ideias futuramente. Que venham mais álbuns repletos de peso e caóticos como A Harrowed Dawn!

=====================

For those who haven’t listened yet some stuff from the band, Iron Witch is a british band formed in Liverpool in 2010. Since then, the band has released several demos, splits and EP’s,until finally release a debut album on July 22.

I expected that the band would follow the previously steps done in the early work, playing that visceral, harsh, direct sludge / doom in the vein of Eyehategod. But that isn’t happened in “A Harrowed Dawn”. The band follows a way which permited it an evolution and construction of a new sonority, bringing a powerfull sound with very identity.

The first change to be noticed is the dense and dark atmosphere that surrounds the band’s music, the tracks are more well structured and elaborated. This is evident in the opening track called “Beauty and Rot”, heavy riffs, the bass in a rumbling timbre and a charged drum, all this being guided by the insane and agonizing roars made by the vocalist (which is one of the highlights of the album). The sound keeps dragged and monolithic in many moments and a constant heaviness. There is psychedelic moments, like on “Machinery of Violence”, following a long guitar solo before the crushing instrumental comes back to the listener. My favourite track is “Solitude and Decay”, an almost 13 minutes petard where heaviness, fury and melancoly are very well combined. The track’s evolution is impressive and the band don’t let the level decay in any moment, always keeping loyal to its characteristics. There are many impressive riffs, followed by a well played bass, a solid and precise drum work, beyond the furious vocal showing some enjoyable variations and making a contrast with the lyrics.

“A Harrowed Dawn” shows the evolution on the Iron Witch’s work, taking it to another level different from what it was before. I’m satisfied for the band’s debut became a solid and outstanding release, besides letting the band ready to follow up working new idead. Waiting for more caotic and heaviness releases on the vein of “A Harrowed Dawn”.

Tracklist:

01 – Beauty and Rot

02 – Salvation Through Nothing

03 – Machinery of Violence

04 – Under the Pyre

05 – Belly Full of Rats

06 – Solitude and Decay

Ouça o álbum no Spotify

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s