Sumac – What One Becomes

Padrão

Gênero: Atmospheric Sludge Metal / Experimental

Bandcamp / Facebook

         O Sumac é um trio formado por membros de bandas conhecidas na cena, reunindo o guitarrista/vocalista Aaron Turner (Isis, Old Man Gloom, entre outras), o baixista Brian Cook (Russian Circles) e o baterista Nick Yacyshyn (Baptists). A banda estreou em 2015 com o álbum The Deal e cerca de um ano depois retorna com o interessante What One Becomes.

        A sonoridade da banda não é algo muito típico e popular entre as principais bandas do estilo, por mais que existam muitas que se propõem a fazer diversas experimentações e uma vibe mais ambient, o Sumac tem um som bem distinto e característico. A combinação de ideias entorno do som da banda em What One Becomes apresenta uma evolução da ideia apresentada em The Deal.

     São muitos momentos em que o instrumental se baseia em riffs e arranjos aleatórios na guitarra, acompanhados pelo baixo e uma percussão contida e mínima.A sonoridade apresenta muitos elementos vindos das bandas em que o trio faz/fez parte, como o tom melancólico e atmosférico presente no Russian Circles, o peso do Baptists e algo que eu poderia descrever como a melhor combinação das faixas experimentais/ambient com a pegada Sludge do Old Man Gloom.

        O álbum apresenta 5 faixas com duração extensa, onde sonoridade da banda sofre diversas alterações numa mesma faixa. O álbum trilha um caminho bem disperso e talvez por isso não seja um tipo de som que agradara à todos de cara e nem é algo simples de digerir, eu mesmo só peguei melhor a ideia do What One Becomes na terceira vez em que o escutei. Os momentos em que a banda toca aquele Sludge sujo e agressivo são marcantes, principalmente acompanhado do vocal harsh e rouco do Aaron Turner. Dito isso, o álbum e o som da banda é um prato cheio para aqueles que gostam de um som aberto à experimentações e que não se prende a ritmos constantes ou uma estrutura de faixas definidas ou comuns. What One Becomes é interessante e não vai decepcionar aqueles que gostaram do The Deal, fica como recomendação para quem estiver com vontade de escutar algo menos convencional.

Tracklist:

01 – Image of Control

02 – Rigid Man

03 – Clutch of Oblivion

04 – Blackout

05 – Will to Reach

Ouça o álbum no Spotify

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s